Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

Tenho saudades... muitas saudades... de mim.

 

De quem eu era, da força e vontade de viver que tinha. De acreditar que podia mudar as coisas, só porque sim.

 

Já desisti, já não tento mudar nada. Já vi que não vale a pena.

 

Dizer que te esquivas, já não posso. Mas falta vontade, falta desejo, falta paixão. Não digas que não, não digas que são coisas minhas, porque não é verdade. Eu sinto. Ou melhor eu não sinto. Não te sinto vibrar. Não sinto calor. São apenas reacções físicas, mais nada.

 

 

 

 


sinto-me:

publicado por sopro-do-coracao às 15:43
Então, Sopro-do coração! Não desistas assim... não ainda!
Ser eu a pedir-to... torna ainda mais vão o pedido... mas talvez possas investir um pouco mais! Não sei...
Devia dizer-te logo que o largues, mas nunca fui pela via mais fácil e depois... há tanto em que pensar... tantos em que pensar!
Tu? Sim... há que pensar bem em ti, primeiro que tudo...
Mas ao fim de uns anos, pensei ser meu dever fazer o que outros fizeram por mim e sacrificar um pouco do meu dia-a-dia por outros porque eu já tinha vivido bem.
O que fica? Uma boa dose de frustração que nos mina...
Cabe a ti decidir, mas podes tentar perguntar, sem brigar, porque não há nada, se ele não vibra mesmo mais por ti... que o diga...
Mas sabes? Nestas coisas nunca fui muito bom... mas justo hoje uma pessoa pediu-me ajuda e eu fui lá rever o meu blog. Um dos comentários que mexeu comigo, foi o teu e daí... ter vindo cá ver como estavas.
Encontrei-te assim... com esse sentimento de falta de vibração... mas ultimamente não tenho sentido muito e não consigo escrever muito... nem nada de jeito.
Pensa bem no que queres para ti, pensa se vale a pena, fá-lo responder às perguntas que te atormentam.
Conseguirás mudar algo mais em ti que o faça ver-te com outros olhos, ou já não podes ceder mais? E quererás ceder ainda mais? Não sei... provavelmente nem tu o saberás...
Fala com amigas, ou fala aqui... connosco! Pode ajudar a libertar-te, embora não devas ir atrás de tudo o que te dizem, pois sabes que na net diz-se muito porque estamos longe... não sentimos!
Um beijo, Sopro do Coração! Não gostei de ver-te assim!
oamante a 29 de Outubro de 2009 às 22:19

Vim espreitar....
Aliás, já tinha vindo antes.
E este post, uiiii! Diz-me tanto!! Podia ter sido eu a escreve-lo.

sabes que mais? Também tenho saudades de mim, de acreditar que podia mudar as coisas.

Mas não posso. Ou pelo menos não as pessoas.

E o restante, se não sentes, interessa o motivo? Não me parece. O que interessa é sentir-mos.
Passei os ultimos meses nessa burrice de tentar perceber, tentar mudar, tentar mudar-me, para sentir o que já não me faziam sentir.

Esquece. Não podemos fazer nada.

Sabes aquele ditado? Deixa-o ir. Se voltar é teu.

Quanto ao post anterior, "Conseguirás mudar algo mais em ti que o faça ver-te com outros olhos, ou já não podes ceder mais? "
Não!!!! Não mudes nada em ti para te verem com outros olhos!
Nunca por esse motivo!


Não há nada em mim que possa ou queira mudar.

Toda esta situação que se arrasta há anos, já produziu em mim mudanças de mais.

Não sei se o consigo deixar ir, pelo menos ainda não.

Percebo.

Mas se dentro de ti já desististe mesmo, mesmo que não deixes ir de vez, vai deixando aos poucos. Só assim percebes se vale a pena.

Quando desistimos mas continuamos a tentar só dá desgaste.
Vale mais não desistir, não tentando. Deixa andar.

So tu te podes aprisionar a ti propria dentro do teu corpo..A tua essencia esta na tua alma.
VIVE!!!!!!!!!!!!
Beijos e uma dentada libertadora
vampirismos a 13 de Novembro de 2009 às 19:17

Às vezes só me apetece bater com a porta, mas depois, gosto demais dele e há também os miudos...

O amor, é lixado...

Uma dentada libertadora!!!! Dava imenso jeito.

Beijos de aprendiz
sopro-do-coracao a 13 de Novembro de 2009 às 19:39

Antes de encontrar-te, assim, vi a história de kurt cobain. Se ele tivesse uma chance a mais, teria feito o que fez? Como no filme click com adam sandler, tudo parecia fácil de pular, fez dele uma pessoa q perdeu toda a vida, por medo de enfrentar os seus próprios problemas. O maior erro das pessoas que sofrem de uma tristeza profunda, é entregarem,os pontos facilmente. Imaginem, se todos os soldados se entregassem, o que seria das nações. Lute, lute, e não desista, nunca desista! Eu tbm, já sofri com isso, mas como disse: eu venci! E desejo, que tu venças tbm!( Marcello Britto,CE, 01/05/2012, ás 21:56)
Marcello Britto a 2 de Maio de 2012 às 01:58

Desabafos de uma mulher de 30 e tal anos que agora já está nos entas
mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO