Quarta-feira, 21 de Março de 2007

Tenho um filho com 4 anos, a quem lhe foi diagnosticado SIndrome de Asperger, há sensivelmente um ano. Tem sido um ano muito dificil, entre o diagnóstico, e o perceber o que era esse sindrome afinal, muitas coisas se passaram na minha vida, e muitas angustias tive.

Neste momento, e após perceber que os Aspies, são pessoas deveras especiais, fiquei muito mais descansada e relexada em relação à condição do meu filho. Não sem me preocupar com algumas coisas, como por exemplo, como vai ele reagir quando for para o 1º ciclo, como vai ser quando crescer e começar a ter as primeiras paixões.

No entanto, e embora possa parecer estranho para alguns, sinto-me muto feliz com o filho que tenho, pois ele é muito meigo e carinhoso, tem uma precepção do mundo muito diferente da das pessoas "normais", o que nos faz a nós pais olharmos o mundo de um modo diferente também.

Mas é claro, que o meu filho tem algumas dificuldades, a nivel social, principalmente no contacto com os pares, pois não sabe como fazer amigos. Tem também uma grande resistência as alterações às rotinas, assim como uma fixação muito grande por comboios, máquinas das obras e jogos de video. Não sabe ler nas entrelinhas e também não sabe reconhecer emoções nos outros. Mas em contapartida tem uma memória visual optima e é muito bom em matemática, e faz contas de cabeça que nem a irmã que tem 10 anos consegue.

Mas o mais dificil de lidar são as birras e insistências dele, que são muitas vezes desgastantes. E a falta de informação e apoio que há para as familias.

No meu caso particular, não me posso queixar de falta de apoio e intrevenção para o meu filho. Pois ele tem a sorte de estar inserido num infantário que lhe dá todo o apoio que ele necessita, o que eu complemento com consultas de pedopsiquiatria e com hipoterapia.

No geral, o meu filho está muito bem, e tem feito progressos espantosos neste ultimo ano. Apesar de ainda não brincar com os colegas do infantário, ja partilha com eles a mesma mesa de trabalho, coisa que ele à um ano atrás não fazia.

Estou muito satisfeita com a evolução do meu filho. Só tenho pena que as familias não tenham mais apoio.


sinto-me:

publicado por sopro-do-coracao às 15:52
Olá, sou mãe de um rapaz de 14 anos com Asperger. Somente há cerca de 3 anos que meu filho foi identificado como portador da Síndroma. Sei que é imensamente difícil receber esse diagnóstico, mas acreditem , foi um alívio identificarmos o problema do meu filho, porque então tivemos condições de saber como agir para ajudá-lo e entendê-lo melhor. Por acaso hoje descobri um blog muito bom sobre o assunto, vale a pena lê-lo , é bastante esclarecedor e prático.Por experiência própria , sei que o nosso envolvimento com esse problema é primordial para o bom desenvolvimento da criança.A desinformação dos profissionais da saúde e educação é imensa, e nós é que precisamos levar esse tipo de material informativo para esclarecê-los. Não consegui o link do blog , mas deixo aqui as informações para encontrar no google:
2007-09-17
Sindroma de Asperger
Por: João Pereira
um abraço! e vai dar tudo certo...


liane a 29 de Fevereiro de 2012 às 15:11

Cara Liane,

No caso especifico do meu filho, não vai dar tudo certo. Já deu tudo certo. O meu menino está óptimo.

E quanto à informação sobre o blog, agradeço muito e vou procurar sim, É sempre bom.

Um beijo.

Tenho um filho com SA , hoje ele tem 14 anos, foi diagnosticado com 10 anos, meu filho e um amor, muito agitado, mas uma criança maravilhosa, o que me deixa triste, e o bulling que ele sofre, principalmente na escola. Ele e muito inteligente, decorou o calendário do ano inteiro, sabe tudo a respeito de carros, que e seu interesse maior, mas na escola, vai aos "trancos e barrancos " , as vezes fico em dúvida, se devo ou não, exigir um tratamento diferenciado para ele, como provas especiais, tenho medo de estar superprotegendo, e deste modo, impedi-lo de crescer e se tornar um homem, responsável por seus atos . Me ajude se puder. Grato
Cintia
cintia alves onesimo a 30 de Março de 2012 às 16:20

Ola.

Tenho uma menina que é um encanto... Tem 2anos meio e está a ser orientada por uma psicóloga clínica desde os 2 anos por apresentar traços sugestivos de SA.
O inicio precoce da intervenção tem dado resultados fabulosos. Essa é, a meu ver, a chave do problema - precocidade na suspeita! O cérebro é elástico até aos 3 anos! Até lá, tudo é possível.

Se tenho medo do futuro? Algum. Mas o sorriso da minha filha faz-me pensar que ela será, para mim, SEMPRE especial!

Coragem aos pais - não é fácil.
Anónimo a 13 de Abril de 2012 às 18:49

Eu também tenho uma menina com 3 anos e meio e tudo indica que tenha síndrome de asperger, desde os 2 anos e meio que está a ser acompanhada e está a evoluir devagar mas bem.

Estou receosa do futuro, mas optimista...

meumundoxteumundo.blogspot.pt
Helena a 26 de Julho de 2013 às 14:19

Gostaria de ajuda meu filho tem 3 anos
dimone a 5 de Junho de 2014 às 20:02

Gostaria de ajuda meu filho tem 3 anos onde encontro ajuda próximo a minha casa.
dimone a 5 de Junho de 2014 às 20:03

Desabafos de uma mulher de 30 e tal anos que agora já está nos entas
mais sobre mim
Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO